O idoso é alguém que precisa ser muito homenageado pelo tanto de coisas boas que já fez ao longo de sua vida, por isso, selecionamos algumas frases para a terecira idade, a idade que talvez seja a melhor idade.
“Os conselhos da velhice aclaram sem esquentar, como o sol de inverno”. – Vauvenargues (1715-1747), Reflexões e Máximas.
“Ah, voltar a ter setenta anos!” – atribuído a Oliver Wendell Holmes Jr. (1841-1935), que teria dito essas palavras com noventa anos, ao ver passar uma linda jovem.
“Os velhos sabem e querem, mas não podem;os moços podem e querem, mas não sabem”. – Marquês de Maricá (1773-1448), Máximas.
“Na mocidade aprendemos, na velhice compreendemos”. – Marie von Ebner-Eschenbach (1830-1916) Aforismos.
“Pois vêem-se chamas nos olhos dos moços, mas no olho do ancião vê-se a luz”. Victor Hugo (1802-1885) A Lenda dos Séculos.
“Os velhos repetem-se e os moços nada têm para dizer. O tédio é recíproco”. – Jacques Bainville (1879-1936) Leituras.
“O moço que não chorou é um selvagem, e o velho que não quer rir é um tolo”. George Santayana (1863-1952) Diálogos no Limbo, III.
“Houve tempo em que eu considerava um homem de cinqüenta anos velho. Foi preciso chegar a ela para verificar quão jovens realmente somos, nesta idade!”. – Eno Teodoro Wanke (1929-) Pensamentos moleques.
“Um ancião estava a meu lado no Café Riche. O garçom, depois de ter-lhe enumerado todos os pratos, perguntou-lhe o que desejava. ‘Desejaria – disse o ancião – desejaria… ter um desejo.’ Esse ancião era a própria velhice”. Edmond de Gouncourt (1822-1896) e Jules de Goncourt (1830-1870) Idéias e Sensações.
Todos desejam chegar à velhice; e quando chegam a ela, acusam-na”. – Cícero (106-43 a.C.) Da Velhice.
“Velhice é quando um dia as moças começam a nos tratar com respeito e os rapazes sem respeito nenhum”. Mário Quintana (1906-), A Vaca e o Hipogrifo.
“A velhice é prêmio para uns e castigo para outros”. – Marquês de Maricá (1773-1448), Máximas.
“Torna-te velho cedo, se quiseres ser velho por muito tempo”. – Cícero (106-43 a.C.) Da Velhice.
“Deus entregou aos velhos um grande benefício em lugar da memória: a prudência obtida pelo uso das coisas e um juízo mais agudo e eficaz”. – Juan Luis Vives (1492-1540), Tratado da Alma II.
“Não fosse a lembrança da mocidade, não se ressentiria a velhice. Toda doença consiste em não se saber fazer mais o que se soube fazer outrora. Pois o velho, em seu gênero, é decerto uma criatura tão perfeita como o moço na sua”. – Georg Lichtenberg (1742-1799), Aforismos.
“A velhice só começa quando se perde o interesse”. – Jean Rostand (1894-1977), Caderno de um Biologista.
“Os velhos morrem, porque já não são amados”. – Montherlant (1896-1973), Cadernos.
“Todo mundo quer viver muito tempo, mas ninguém quer ficar velho”. Jonathan Swift (1667-1745) Pensamentos sobre diversos assuntos.
“Nosso amor pela pessoa velha não deve ser uma opressão, uma tirania a inventar cuidados chocantes, temores que machucam. Façam o que bem entendam, cometam imprudências, desobedeçam conselhos. Libertemos os velhos de nossa fatigante bondade”. Paulo Mendes Campos (1922-) O anjo bêbado.
O idoso é alguém que precisa ser muito homenageado pelo tanto de coisas boas que já fez ao longo de sua vida, por isso, selecionamos algumas frases para a terceira idade, a idade que talvez seja a melhor idade.
frases para terceira idade
“Os conselhos da velhice aclaram sem esquentar, como o sol de inverno”. – Vauvenargues (1715-1747), Reflexões e Máximas.
“Ah, voltar a ter setenta anos!” – atribuído a Oliver Wendell Holmes Jr. (1841-1935), que teria dito essas palavras com noventa anos, ao ver passar uma linda jovem.
“Os velhos sabem e querem, mas não podem;os moços podem e querem, mas não sabem”. – Marquês de Maricá (1773-1448), Máximas.
“Na mocidade aprendemos, na velhice compreendemos”. – Marie von Ebner-Eschenbach (1830-1916) Aforismos.
“Pois vêem-se chamas nos olhos dos moços, mas no olho do ancião vê-se a luz”. Victor Hugo (1802-1885) A Lenda dos Séculos.
“Os velhos repetem-se e os moços nada têm para dizer. O tédio é recíproco”. – Jacques Bainville (1879-1936) Leituras.
“O moço que não chorou é um selvagem, e o velho que não quer rir é um tolo”. George Santayana (1863-1952) Diálogos no Limbo, III.
“Houve tempo em que eu considerava um homem de cinqüenta anos velho. Foi preciso chegar a ela para verificar quão jovens realmente somos, nesta idade!”. – Eno Teodoro Wanke (1929-) Pensamentos moleques.
“Um ancião estava a meu lado no Café Riche. O garçom, depois de ter-lhe enumerado todos os pratos, perguntou-lhe o que desejava. ‘Desejaria – disse o ancião – desejaria… ter um desejo.’ Esse ancião era a própria velhice”. Edmond de Gouncourt (1822-1896) e Jules de Goncourt (1830-1870) Idéias e Sensações.
Todos desejam chegar à velhice; e quando chegam a ela, acusam-na”. – Cícero (106-43 a.C.) Da Velhice.
“Velhice é quando um dia as moças começam a nos tratar com respeito e os rapazes sem respeito nenhum”. Mário Quintana (1906-), A Vaca e o Hipogrifo.
“A velhice é prêmio para uns e castigo para outros”. – Marquês de Maricá (1773-1448), Máximas.
“Torna-te velho cedo, se quiseres ser velho por muito tempo”. – Cícero (106-43 a.C.) Da Velhice.
“Deus entregou aos velhos um grande benefício em lugar da memória: a prudência obtida pelo uso das coisas e um juízo mais agudo e eficaz”. – Juan Luis Vives (1492-1540), Tratado da Alma II.
“Não fosse a lembrança da mocidade, não se ressentiria a velhice. Toda doença consiste em não se saber fazer mais o que se soube fazer outrora. Pois o velho, em seu gênero, é decerto uma criatura tão perfeita como o moço na sua”. – Georg Lichtenberg (1742-1799), Aforismos.
“A velhice só começa quando se perde o interesse”. – Jean Rostand (1894-1977), Caderno de um Biologista.
“Os velhos morrem, porque já não são amados”. – Montherlant (1896-1973), Cadernos.
“Todo mundo quer viver muito tempo, mas ninguém quer ficar velho”. Jonathan Swift (1667-1745) Pensamentos sobre diversos assuntos.
“Nosso amor pela pessoa velha não deve ser uma opressão, uma tirania a inventar cuidados chocantes, temores que machucam. Façam o que bem entendam, cometam imprudências, desobedeçam conselhos. Libertemos os velhos de nossa fatigante bondade”. Paulo Mendes Campos (1922-) O anjo bêbado.