Mensagens de virtude



Diversidade da poesia
Negro Seiva
Biografia das confusões solitárias
do jovem poeta.
Vive num mundo imaginário de
ilusões de sua memória…
Belo dia resolvera poetizar.
Certo desdém
da excitação do desejo…
Na maré dos seus cabelos, surfa barquinhos de papel
trazido por ondas de paz…
Sua fragrância faz borbulhar espumas
que encanta a canção do pescador.
Reservatório de emoção…
Num simples gesto do olhar
poeira viva ao vento
traz magia dos teus pensamentos.
Amor que traduz em respeito,
temperança da sabedoria milenar.
Passeando lá na Lua
sou solitário, navego neste livro aberto
da pura expressão clássica do brilho das estrelas…
Talvez nunca tenhas notado
são meigos , com tons angelicais ,os segredos da vida.
Salve nosso Senhor…
É difícil achar palavras para dizer o que sinto.
Ajude-me encontrar a menina dos sonhos meus,
que partiu só  deixando um bilhete de adeus:
“O pensamento é limitado à consciência
quem disse que homem não chora
por amor…”
———————————————-
Mais um barco
Alcione
Meu amor, nosso amor.
Se afogou no poço do egoísmo.
Nosso amor caiu no abismo.
Era de vidro e se quebrou.
Se espalho…
Sobre as pedras frias do ciúme, como um frasco de perfume, que era pouco e se acabou.
Evaporou…
Em um milhão de coisas pequeninas,pouca paz, muita rotina. Pouco gozo muita dor.
Se transformou…
Num turbilhão de falas tão mesquinhas. Falhas suas, pragas minhas.
Mil coisinhas e algum amor
O nosso amor…
Naufragou nas águas desse rio
Nosso amor teve um desvio no seu curso, e já secou… ou se queimou…
Nos mares ardentes da paixão
No cais da desilusão
Mais um barco ancorou…
———————————————
Dias de luta
Só depois de muito tempo fui entender aquele homem
Eu queria ouvir muito mas ele me disse pouco
Quando se sabe ouvir não precisam muitas palavras
Muito tempo eu levei pra entender que nada sei… que nada sei
Só depois de muito tempo comecei a entender
Como será meu futuro, como será o seu?
Se meu filho nem nasceu, eu ainda sou o filho
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois
Cantar depois…
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção o que cantarei depois
Só depois de muito tempo comecei a refletir
Nos meus dias de paz
Nos meus dias de luta
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois.
Selecionamos algumas belas mensagens sobre virtude para que possam ajudar a todos que estão precisando refletir um pouco e crescer também.
mensagem de virtude
Diversidade da poesia
Negro Seiva
Biografia das confusões solitárias
do jovem poeta.
Vive num mundo imaginário de
ilusões de sua memória…
Belo dia resolvera poetizar.
Certo desdém
da excitação do desejo…
Na maré dos seus cabelos, surfa barquinhos de papel
trazido por ondas de paz…
Sua fragrância faz borbulhar espumas
que encanta a canção do pescador.
Reservatório de emoção…
Num simples gesto do olhar
poeira viva ao vento
traz magia dos teus pensamentos.
Amor que traduz em respeito,
temperança da sabedoria milenar.
Passeando lá na Lua
sou solitário, navego neste livro aberto
da pura expressão clássica do brilho das estrelas…
Talvez nunca tenhas notado
são meigos , com tons angelicais ,os segredos da vida.
Salve nosso Senhor…
É difícil achar palavras para dizer o que sinto.
Ajude-me encontrar a menina dos sonhos meus,
que partiu só  deixando um bilhete de adeus:
“O pensamento é limitado à consciência
quem disse que homem não chora
por amor…”
———————————————-
Mais um barco
Alcione
Meu amor, nosso amor.
Se afogou no poço do egoísmo.
Nosso amor caiu no abismo.
Era de vidro e se quebrou.
Se espalho…
Sobre as pedras frias do ciúme, como um frasco de perfume, que era pouco e se acabou.
Evaporou…
Em um milhão de coisas pequeninas,pouca paz, muita rotina. Pouco gozo muita dor.
Se transformou…
Num turbilhão de falas tão mesquinhas. Falhas suas, pragas minhas.
Mil coisinhas e algum amor
O nosso amor…
Naufragou nas águas desse rio
Nosso amor teve um desvio no seu curso, e já secou… ou se queimou…
Nos mares ardentes da paixão
No cais da desilusão
Mais um barco ancorou…
———————————————
Dias de luta
Só depois de muito tempo fui entender aquele homem
Eu queria ouvir muito mas ele me disse pouco
Quando se sabe ouvir não precisam muitas palavras
Muito tempo eu levei pra entender que nada sei… que nada sei
Só depois de muito tempo comecei a entender
Como será meu futuro, como será o seu?
Se meu filho nem nasceu, eu ainda sou o filho
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois
Cantar depois…
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção o que cantarei depois
Só depois de muito tempo comecei a refletir
Nos meus dias de paz
Nos meus dias de luta
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois
Se sou eu ainda jovem passando por cima de tudo
Se hoje canto essa canção, o que cantarei depois.
2010-2017 Grandes Mensagens · O conteúdo deste site está licenciado sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional ·