Poema sobre o amor verdadeiro



 

 

beijo

 

 

quando o amor chegar de uma vez

e prometer muitas eternidades

dizendo que só ele sabe

de todas as verdades

 

desconfie, meu bem…

 

desconfie que ele não é sincero

como um anti-depressivo que a gente toma

quando sente de repente

a falta de alguém

 

desconfie que ele mente

mais que as paixões efêmeras

mais que os sorrisos falsos das telenovelas

mais que o presidente dos estados unidos

mais até que o censo de 2010

 

(o amor que é de verdade

não chega assim de uma vez…)

e se novamente em sonho

ele prometer as ilusões mais cor-de-rosa

os filmes mais coloridos de chaplin

os acordes mais dissonantes de tom jobim

e os insights mais insanos de freud

 

desconfie, meu bem

desconfie que não terá sido esse

um sonho bom de se sonhar

 

(amar é estar perdido na própria realidade…)

 

terá sido, em sonho,

verdadeiramente

(como quem aborta um filho)

a fábula

de um falso

amor

2010-2017 Grandes Mensagens · O conteúdo deste site está licenciado sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional ·